Notícias

.

Analistas esperam safra recorde no Brasil

A produção de soja no Brasil, maior exportador global do grão, poderia alcançar 120 milhões de toneladas como na safra anterior.

Em um momento no qual a China está de olhos na produção brasileira, os ânimos da agroindústria se veem estimulados pela troca do governo e o clima ajuda para uma semeadura a velocidades recordes, não surpreende que os analistas e consultores projetem a safra mais produtiva para a história da soja na América do Sul. Alguns dizem 121 milhões, enquanto outros se arriscam até 129 milhões de toneladas, mas o consenso geral é de que o Brasil produzirá além dos 120 milhões de toneladas já colhidos no ciclo 2017/18.

Na última quinta-feira, a consultoria brasileira Agroconsult publicou uma estimativa de 129 milhões de toneladas para a próxima safra. Tal potencial produtivo pode confirmar-se se as condições climáticas seguirem sendo favoráveis e dependendo dos investimentos realizados pelos produtores nos cultivos quanto a fertilização e combate a pragas, confirmou o sócio diretor da consultoria, André pessoa.

A produção de soja no Brasil, maior exportador global do grão, poderia alcançar 120 milhões de toneladas como na safra anterior. Sem dúvida, com a expectativa de aumento de 3% da área plantada em comparação com o ciclo anterior, a 36,2 milhões de hectares, a colheita poderia alcançar 123 milhões de toneladas, na hipótese de que as produtividades médias de 17/18 se repitam.

Por outro lado, a consultoria Safras e Mercado, publicou sua projeção onde aumenta sua estimativa com respeito a setembro de 121,06 milhões de toneladas a 122,2 milhões. As projeções da SeM são consideravelmente mais conservadoras frente a Agroconsult, tendo em vista que estimam não só uma menor produção como fazem isto considerando também uma área plantada maior (3,2%), alcançando 36,4 milhões de hectares.

Leia a matéria original em Tardaquila Agromercados