Notícias

.

Plano Safra 2018/19: Setor produtivo reivindica aumento de 5% no volume de recursos

O ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), Blairo Maggi, recebeu nesta quarta-feira (18) propostas elaboradas pelo Sistema da Confederação Nacional da Agricultura (CNA) para o Plano Agrícola e Pecuário 2018/2019

De acordo com o ministro, “a CNA contribui muito todos os anos para a formação do Plano Safra, ouvindo agricultores em várias regiões do Brasil e fazendo uma síntese das demandas”. O trabalho, segundo Maggi, será usado nas discussões dentro do governo como taxa de juros sugeridas e alocação dos recursos com prioridade em determinados programas.

O presidente da entidade, João Martins da Silva Junior, lembrou durante a audiência que o agronegócio tem contribuído para a redução da inflação e, consequentemente, da taxa Selic (taxa básica de juros da economia) que está em 6,75% ao ano – o menor nível desde o início da série histórica do Banco Central, iniciada em 1986.

Para conferir a reportagem completa com as principais propostas da CNA para o novo Plano Safra entregues ao ministro da Agricultura, Blairo Maggi, clique aqui.